Discografia Sin Ley (1989-2009)

sábado, 31 de julho de 2010

Saudações Anarquistas, aqui vai uma banda da argentina de punk rock muito conheçida mundialmente por quem segue a cena de lá. Sin Ley é uma banda que começou numa dureza, gravando várias demos (que serão postadas) e de pouco em pouco foram conseguindo espaço. Aqui vai um trecho da biografia escrita pelo vocal da banda que conta um pouco do começo da banda e a gravação do primeiro material. Curtam o som.
Sin Ley foi formada oficialmente em meados de 1988, até o final desse ano, trouxe um guitarrista Gustavo, Alejandro, e um baterista, Damian. Apesar de estarmos prontos para os testes, e de fato começaram os ensaios em 89.
A banda foi formada inicialmente por Gustavo no baixo, eu no vocal, Damian na bateria, e Alexander na guitarra. Nossos primeiros testes que fizemos na casa da avó de Damien, e, ocasionalmente, na garagem de Gustavo.
Como Gustavo dividiu o mesmo gosto musical, Pistols, The Clash, GBH, Exploited, Crass, Marley, Ramones, Suicidal Tendencies, ou o que foi considerado como uma alternativa para a música ouvida pela maior parte do mundo, naqueles dias, uma espécie de contracultura, a autogestão da mudança, da revolução. Eu estava bastante envolvido na cena local, Todos tus muertos, enema, Comando suicida, Masacre Palestina, Alerta roja, Conmoción Cerebral, Mal Momento, Sentimiento Incontrolable, Los Laxantes, Los baraja, Exeroica, Secuestro, Flema, Descontrol, Attaque77, Kadaveres de niños, Soberanía Personal, V8, todas as bandas de diferentes idades, estilos e tendências, mas como pioneiras do punk na Argentina.
No final de 89, fomos para gravar seis músicas em um estúdio localizado em Bernal, marabunta, onde tivemos que deixar uma parte dos instrumentos de pagamento, assim que ele havia quebrado durante a gravação - e certamente não sabia como usá-lo direito. Foi a nossa primeira entrada em um estúdio para gravar. Usada 10 horas de gravação. Decidimos editar o que tínhamos gravado, de forma independente, fizemos copias caseiras, que foram distribuídos em algumas lojas de discos, fanzines posições etc. A produção foi chamado Tarde para Todo, e era uma espécie de frase de cabeçalho de Gustavo. A capa foi tirada de um comix punk segurando uma galinha como símbolo.
Ao substituir Damien entra El Culo na bateria, também foi um conhecido nosso, que tinha ido com um par de bandas, o último foi o punto G, em que tocou com o irmão Alex Emi Enema. Alguns meses mais tarde se juntou à banda Hongo, que estava tocando em Deadly Obsession ", como um segundo guitarra....
Links Para Download:
Tarde Para Todo (1989)
Solos Y Aburridos (1989)
Y Vos Que Mierda Festejas? (1991)
No Pasa Naa (1993)
Un Kilme Resucitado (1996)
In Feliz (1998)
A 1000 Del 3000 (2000)
Demos Incompilables (2003)
Avivate (Una Parte) (2005)
Avivate (Otra Parte) (2005)
Mafisima (2007)
¿Vivo? (2009)

Comments

No response to “Discografia Sin Ley (1989-2009)”
Post a Comment | Postar comentários (Atom)

Postar um comentário