Discografia KUKL (1983-1986)

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Saudações Anarquistas, estava procurando umas bandas de locais que ainda não postei ou que tenho poucos materiais. Logo encontrei está banda de anarco-punk muito louca da Islândia. Para mim este som não é precisamente anarco-punk, é muito mais um som singular do que qualquer coisa. Os caras usam instrumentos que parece pedaço de arame de amarrar estacas. Uma coisa bem louca e uma banda consagrada na cena punk Islândesa. Curtam essa podrera.
KUKL era um grupo anarco-punk da Islândia em 1980, o mais notável por ser uma das primeiras bandas de Björk. O nome traduz a "bruxaria" em islandês medieval.
Inícios e a primeira gravação
A banda foi formada em agosto de 1983, quando Asmundur Jónsson de Gramm Records queria criar uma banda de avant-gard realizada no episódio final de um programa de rádio chamado Áfangar. Ele reuniu Björk Guðmundsdóttir, vocalista do Tappi Tíkarrass; Einar Örn Benediktsson, um trompetista e vocalista da Purrkur Pillnikk; tecladista Einar Arnaldur Melax, do grupo surrealista Medusa; Birgir Mogensen, o baixista do Spilafífl, e finalmente o baterista Sigtryggur Baldursson e guitarrista Guðlaugur Kristinn Óttarsson (aka Godkrist), ambos da banda theyr.
KUKL fez seu primeiro show ao vivo em Reykjavík no 20 setembro de 1983 a abertura para Crass. Eles logo após lançar seu primeiro lançamento, um single para a música Söngull b / w "Pökn (Fyrir Byrjendur)". "Söngull" é a versão islandesa de "desmembramento", uma canção que viria a aparecer em Inglês em um álbum mais tarde.
The Eye
Uma vez que Einar Örn, um dos frontpersons KUKL, estudou comunicação social na Escola Politécnica de Londres Central teve a chance de entrar em contato com diversos grupos de punk, tais como Flux of Pink Indians e a banda anarquista Crass, razão pela qual o primeiro álbum KUKL, The Eye , foi publicado pela Crass Records.
O título The Eye foi dada depois que o livro favorito de Björk: Story of the Eye, uma peça escrita por Georges Bataille (1928), cuja trama envolve as aventuras sexuais de um jovem casal francês dentro de um contexto violento.
A capa foi ilustrada por Dada Nana e continha a versão em Inglês de "Söngull", sob o nome de "Dismembered" e uma canção chamada "Anna" de que um vídeo foi filmado, com a direção de Oskar Jonasson. [Continuação]
Links Para Download:
Söngull (1983)
Links Para Download Albums:
The Eye (1984)
KUKL à Paris 14.9.84 (1985)
Holidays in Europe (1986)
Links Para Download Participações:
V.I.S.A. Présente (1984)

Comments

No response to “Discografia KUKL (1983-1986)”
Post a Comment | Postar comentários (Atom)

Postar um comentário